Seja bem vindo ao nosso site Portal Serrita!

Buscar  
Brasil

Ministro do STF manda MP punir pais que não vacinam filhos contra a Covid

Publicada em 19/01/2022 às 20:51h - 27 visualizações Blog do Roberto Gonçalves

Link da Notícia:
Compartilhe
   

Ministro do STF manda MP punir pais que não vacinam filhos contra a Covid

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, determinou nesta quarta-feira (19) que o Ministério Público de todas as unidades da federação fiscalizem pais que se recusam a vacinar os filhos contra a Covid. Ele acolheu um pedido da Rede, mas foi além, pois o partido queria que a fiscalização e as multas fossem feitas pelos conselhos tutelares.

 

Em ofício aos chefes dos MPs, enviado “com urgência”, o ministro mandou que eles “empreendam as medidas necessárias” para a vacinação das crianças, o que pode incluir, em princípio, aplicação de multa de 3 a 20 salários mínimos, e o dobro em caso de reincidência. Na decisão, ele ainda citou normas do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) que permitem ao MP promover “medidas judiciais e extrajudiciais cabíveis” e pedir à Justiça aplicação de penalidade, “sem prejuízo da promoção da responsabilidade civil e penal do infrator”.

 

No início de janeiro, o Ministério da Saúde aprovou a disponibilização da vacina da Pfizer para as crianças de 5 a 11 anos, seguindo recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas ressalvou que ela não seria obrigatória. A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Conselho Federal de Medicina (CFM) não consideram que a vacinação de crianças seja prioridade.

 

A Rede acionou o STF para forçar os pais a vacinarem seus filhos, com base no ECA, que diz que “é obrigatória a vacinação das crianças nos casos recomendados pelas autoridades sanitárias” – a Anvisa, porém, não manifestou-se pela obrigatoriedade da vacinação contra a Covid em crianças, apenas recomendou sua aplicação no público infantil, ressaltando que a decisão, inclusive quanto à disponibilização, caberia ao Ministério da Saúde




ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

1 comentário


J. Cícero Alves

20/01/2022 - 01:42:33

Decisão acertadíssima e necessária essa da lavra do ministro Lewandowski,Quem descumpre medidas de restrição e prevenção impostas a todos pelo poder público tem de sofrer alguma sanção, eis que vivemos em sociedade, onde o interesse público há de prevalecer sobre o interesse privado, sobretudo em casos de emergência de saúde pública causada por uma pandemia, como a que vivemos agora, sendo legítima e eficaz a atuação do Estado quando este – na persecução do bem comum – impõe a toda a coletividade medidas mais rígidas – como a obrigação de vacinação de crianças -, em defesa da vida.Aqueles que desrespeitam normas de proteção e prevenção contra infecções virais, como a Covida-19, põem em risco a vida de toda a população. Risco de morte!!Além do mais, não é hora de relaxar. Apesar dos avanços da imunização no estado e da redução dos índices de óbitos e casos confirmados em relação ao que se viu em 2020 e nos primeiros meses de 2022, a batalha contra a Covid-19 ainda não está vencida. Essa decisão do STF está em perfeita harmonia com os apelos recentes da Organização Mundial da Saúde a governos do mundo inteiro.Segundo a OMS, o mundo continua vulnerável ao coronavírus, verificando-se uma nova alta nos óbitos e casos de Covid-19 com o surgimento e a rápida disseminação da Ômicron, sobretudo na Europa e EUA, devendo os governos prosseguir com a imunização e manter os protocolos sanitários de prevenção e proteção contra covid, a fim de proteger a população desse mal que atinge o mundo inteiro e que, segundo a própria OMS, está longe de ser erradicado. Sejam quais forem as alegações dos senhores pais para não vacinarem seus filhos, nada, absolutamente nada poderá se sobrepor à defesa da vida e à preservação da saúde da criança, sobretudo no Brasil onde a “Covid já matou mais crianças do que outras doenças com vacina em 15 anos”. FONTE: https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2021/12/19/covid-matou-mais-criancas-no-pais-que-doencas-imunopreveniveis-em-15-anos.htm O direito à vida e à saúde há de prevalecer sempre sobre quaisquer outros direitos ou pretensões por mais importantes que sejam


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Hora Certa

Curta nossa Fan Page!
Publicidade Lateral
Graduação Uniplan
ATEL TELECOM
Graduação Uniplan 02
ATEL TELECOM
Anuncie Aqui
Estatísticas

Visitas: 21218141

Usuários Online: 15

Parceiros
Blog do Alvinho PatriotaSertão EventosEventos WESerrinha FMSite MisériaBlog Santa Cruz 24 hsPetrolina NewsBlog Paulo BenjeriAtel TelecomRádios.com.brOnline Rádio BoxCâmara de Vereadores de Serrita
WWW.PORTALSERRITA.COM.BR
Copyright (c) 2022 - Portal Serrita - Todos os direitos reservados
site, tv, videos, video, radio online, radio, radio ao vivo, radio matutos, internet radio, webradio, online radio, ao vivo, musica, shows, top 10, music, entretenimento, lazer, áudio, rádio, música, promocoes, canais, noticias, Streaming, Enquetes, Noticias,mp3,Blog, Eventos, Propaganda, Anuncie, Computador, Diversão e Arte, Internet, Jogos, Rádios e TVs, Tempo e Trânsito, Últimas Notícias, informação, notícia, cultura, entretenimento, lazer, opinião, análise, jogos, Bandas, Banda, Novos Talentos, televisão, arte, som, áudio, rádio, Música, música, Rádio E TV, Propaganda, Entretenimento, Webradio, CD