Seja bem vindo ao nosso site Portal Serrita!

Buscar  
Pernambuco

Deputada Roberta Arraes e familiares viram réus em processo por desvios de recursos

Publicada em 21/03/2022 às 08:35h - 35 visualizações Blog do Didi Galvão

Link da Notícia:
Compartilhe
   

Deputada Roberta Arraes e familiares viram réus em processo por desvios de recursos

A Operação Paradise – deflagrada na cidade de Araripina (PE), Sertão do Araripe, em maio de 2015 – começa a ter novos capítulos quase sete anos após a Polícia Federal (PF) e a Controladoria Geral da União (CGU) apontarem a existência de uma suposta associação criminosa dentro da prefeitura, durante a administração do ex-prefeito Alexandre Arraes (PSB), de 2012 a 2016. O Ministério Público Federal (MPF), através do Procurador da República Antônio Marcos da Silva de Jesus, ofereceu a denúncia de Ação Civil de Improbidade Administrativa e a Juíza Federal do TRF da 5ª região Danielli Farias Rabelo acatou a manifestação do MPF e tornou réu Alexandre Arraes (PSB), seus irmãos Ricardo, Tomaz e Paulo, sua esposa, a deputada estadual Roberta Arraes (PP), e outros servidores públicos e empresas citados no processo 0800643-13.2021.4.05.8309

 

Nos autos deste processo consta o depoimento prestado para a PF do representante da construtora HC Engenharia Eirelli EPP, empresa responsável pela construção de uma escola com recursos federais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A obra em questão é a da Escola Nucleada Martins José localizada no Cavaco. O representante da construtora relata uma reunião com a participação de Alexandre Arraes e Roberta Arraes:

 

[…] houve uma reunião da qual tomaram parte o prefeito, Roberta Arraes e o próprio interrogado; que nessa reunião Roberta Arraes exigiu R$ 75.000,00 (setenta e cinco mil reais) para que ele recebesse a medição que lhe era de direito; que também é do seu conhecimento que Ricardo exigiu de Helder R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) de uma medição no valor de R$ 61.000,00 (sessenta e um mil) […]”, conforme trecho retirado da página 25 do processo 0800643-13.2021.4.05.8309.

 

Lá, o encontro foi conduzido por Alexandre Arraes e Roberta Arraes, que condicionou o pagamento da medição a uma ‘contrapartida’ de 12,5% sobre seu valor. Isto é, solicitou a vantagem pecuniária indevida, e deixou claro ali, na presença do prefeito, anuente com aquele pedido escuso, que as ‘propinas’ da obra da escola Martins José deveriam ser tratadas com ela”, aponta o relatório do MPF, no trecho retirado da página 23 do mesmo processo.

 

Fonte: Blog Carlos Britto

 




ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Hora Certa

Curta nossa Fan Page!
Publicidade Lateral
Graduação Uniplan
ATEL TELECOM
Graduação Uniplan 02
ATEL TELECOM
Anuncie Aqui
Estatísticas

Visitas: 21220364

Usuários Online: 7

Parceiros
Blog do Alvinho PatriotaSertão EventosEventos WESerrinha FMSite MisériaBlog Santa Cruz 24 hsPetrolina NewsBlog Paulo BenjeriAtel TelecomRádios.com.brOnline Rádio BoxCâmara de Vereadores de Serrita
WWW.PORTALSERRITA.COM.BR
Copyright (c) 2022 - Portal Serrita - Todos os direitos reservados
site, tv, videos, video, radio online, radio, radio ao vivo, radio matutos, internet radio, webradio, online radio, ao vivo, musica, shows, top 10, music, entretenimento, lazer, áudio, rádio, música, promocoes, canais, noticias, Streaming, Enquetes, Noticias,mp3,Blog, Eventos, Propaganda, Anuncie, Computador, Diversão e Arte, Internet, Jogos, Rádios e TVs, Tempo e Trânsito, Últimas Notícias, informação, notícia, cultura, entretenimento, lazer, opinião, análise, jogos, Bandas, Banda, Novos Talentos, televisão, arte, som, áudio, rádio, Música, música, Rádio E TV, Propaganda, Entretenimento, Webradio, CD