Seja bem vindo ao nosso site Portal Serrita!

Buscar  
Pernambuco

Pernambuco é um dos estados onde trabalho com carteira assinada cresce menos no País

Publicada em 24/04/2022 às 20:18h - 17 visualizações Blog PE Noticias

Link da Notícia:
Compartilhe
   

Pernambuco é um dos estados onde trabalho com carteira assinada cresce menos no País

Com a melhora no cenário pandêmico, nos últimos 12 meses, oito em cada dez cidades brasileiras recuperaram o número de vagas formais no mercado de trabalho. De acordo com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM), o patamar pré-pandemia já é realidade para a maioria das cidades do País, mas não quer dizer que todos tenham conseguido avançar de forma igualitária.

 

Em Pernambuco, apesar de 73% dos municípios apresentarem resultados de geração de emprego formal melhores do que há um ano atrás, o Estado ficou para trás na comparação com a média nacional e com os demais entes da federação, conseguindo um resultado melhor apenas frente aos estados do Amazonas e Sergipe (68%), além do Amapá (69%).

 

No levantamento, a CNM levou em consideração os números do Cadastro Geral de Empregados e Demitidos (Caged) nos últimos 12 meses, até o último fevereiro, analisando o avanço dos dados em cada município. A última publicação do Caged, com dados até fevereiro de 2022, apresentou a criação, nos últimos 12 meses, de mais de 2,6 milhões de vagas de trabalho em todo o País, garantindo que dos 5.568 municípios brasileiros, 83%, ou seja, 4.631 deles apresentaram avanço em relação às vagas de empregos formais que tinham em fevereiro de 2020 – mês imediatamente anterior ao início da pandemia da covid-19 no País.

 

Sob a ótica dos empregos formais, o mercado de trabalho cresceu 7,1% no período em todo o Brasil, mas de forma distinta conforme o recorte dos municípios nos seus respectivos estados.

 

Segundo o recorte do Caged feito pela CNM, as localidades que apresentaram os resultados mais positivos foram Roraima e Santa Catarina, com avanço de 93% no número de postos formais; seguido por Mato Grosso do Sul e Mato Grosso (91%) e Rondônia (90%).

 

Pernambuco é um dos estados que aparece na ponta dos menores crescimentos de municípios no número de vagas com carteira assinada. Em um ano, até fevereiro, o estado avançou 73%, apresentando evolução dos postos em 135 do total de 184 municípios. Isso quer dizer que, mesmo no campo formal, onde o Estado apresenta evolução, diferentemente dos dados que englobam o mercado informal e de desempregados (cujos índices têm Pernambuco no campo de liderança), o avanço ainda tem sido contido em relação aos demais estados.

 

Neste ano, a evolução do Caged ainda tem sido contida, corroborando com o resultado apresentado pela CNM. No primeiro bimestre deste ano, Pernambuco apresentou saldo de 1.304 postos formais. No mesmo período do ano passado, o saldo era quatro vezes maior: 4.862. Houve uma desaceleração na criação de vagas com carteira assinada.

 

De acordo com a CNM, o mercado está mais aquecido nas cidades de médio e grande porte, especialmente as localizadas nas regiões Centro-Oeste e Sul. Aquelas que apresentam números mais contidos, correm o risco de ver a reativação do mercado de trabalho patinar, comprometendo a recuperação econômica e a sustentação dos níveis de arrecadação.

 

Outro caminho

Colocando o binóculo sobre os municípios, outro levantamento, da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aponta que o turismo, num prazo mais elástico: de 20 meses, colocou o município de Ipojuca entre as cinco maiores localidades com expansão do mercado de trabalho formal.

 

O levantamento, realizado com base em dados do Caged apurou, dentre 5.570 municípios brasileiros, aqueles cujo mercado local empregava, em junho de 2020, pelo menos 10 mil trabalhadores formais e criou um ranking com os 20 primeiros, de acordo com taxa de expansão do mercado de trabalho formal até fevereiro de 2022.

 

Segundo a apuração, Canaã dos Carajás-PA, que apresenta elevado potencial na indústria extrativa mineral, foi o município com maior variação de ocupações no mercado de trabalho formal durante o período, 66% (+7.370 vagas). Já todas as quatro cidades nas posições seguintes do ranking são localidades com vocação turística: Porto Seguro-BA, que registrou avanço de 52% (10.019); seguido por Vacaria-RS, com 44% (7.164); Araruama-RJ, com 39% (5.019); e Ipojuca-PE, com 37% (7.452).

 

O setor de turismo, segundo a CNC, registrou resultados negativos por sete meses, eliminando, em termos líquidos, 526,5 mil postos entre março e setembro daquele ano. “Considerando-se o atual contexto econômico, decorrente do arrefecimento da crise sanitária, é natural, portanto, que as atividades turísticas apresentem maior potencial de regeneração que a maior parte das demais atividades econômicas”, avalia o presidente da CNC, José Roberto Tadros.

 

Fora das pesquisas, o Recife também tem se destacado no Caged, com saldo de 4.129 neste 1º bimestre

 




ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Hora Certa

Curta nossa Fan Page!
Publicidade Lateral
Graduação Uniplan
ATEL TELECOM
Graduação Uniplan 02
ATEL TELECOM
Anuncie Aqui
Estatísticas

Visitas: 21219235

Usuários Online: 10

Parceiros
Blog do Alvinho PatriotaSertão EventosEventos WESerrinha FMSite MisériaBlog Santa Cruz 24 hsPetrolina NewsBlog Paulo BenjeriAtel TelecomRádios.com.brOnline Rádio BoxCâmara de Vereadores de Serrita
WWW.PORTALSERRITA.COM.BR
Copyright (c) 2022 - Portal Serrita - Todos os direitos reservados
site, tv, videos, video, radio online, radio, radio ao vivo, radio matutos, internet radio, webradio, online radio, ao vivo, musica, shows, top 10, music, entretenimento, lazer, áudio, rádio, música, promocoes, canais, noticias, Streaming, Enquetes, Noticias,mp3,Blog, Eventos, Propaganda, Anuncie, Computador, Diversão e Arte, Internet, Jogos, Rádios e TVs, Tempo e Trânsito, Últimas Notícias, informação, notícia, cultura, entretenimento, lazer, opinião, análise, jogos, Bandas, Banda, Novos Talentos, televisão, arte, som, áudio, rádio, Música, música, Rádio E TV, Propaganda, Entretenimento, Webradio, CD